Som do útero acalma mesmo os bebês?

Quando o assunto é acalmar o bebê, os conselhos dividem opiniões. Cada pessoa é singular e o que funciona com um pode não funcionar com outro, ainda que dentro da mesma família e do mesmo ambiente.







som para acalmar bebê


Uma estratégia para manter a criança quietinha, porém, tem se destacado: reproduzir os sons do útero. Pois é, há quem diga que os ruídos que o pequeno escutava ainda dentro da mãe podem cair como uma luva na tarefa de tranquilizá-lo. Mas será que isso é verdade? 

Mito ou verdade?

Os profissionais da área médica tendem a concordar que: sim, o som do útero realmente acalenta o bebê, e esse fato é embasado no próprio funcionamento humano. “Por volta de cinco meses, o aparelho auditivo do feto começa a receber sons efetivos, com mais pureza, e eles ficam gravados em sua memória. Esses sons remetem a momentos de tranquilidade e carinho”, explica o Dr. Alberto d’Auria, ginecologista e obstetra da Maternidade Pro Matre Paulista.
O primeiro som que fica registrado no cérebro é o batimento cardíaco da mãe, que, além de ser um estímulo sonoro, é também de pressão. Assim, quando ouvimos sons semelhantes, somos levados a um momento de paz. “Eles estimulam a rememoração de nosso cérebro, o que nos conduz, de certa forma, a um momento de regressão, que é extremamente benéfico”, esclarece o médico.








Pesquisas acadêmicas caminham no mesmo sentido. De acordo com a Dra. Paula Sellan, pediatra e autora do livro “Manual Prático do Desenvolvimento Infantil”, existem evidências científicas desde a década de 1990 de que esses estímulos acalmam os baixinhos.
“Artigos avaliaram o quanto o ruído branco auxiliou as crianças a iniciarem o sono após cinco minutos de escuta. Em alguns estudos, o som foi eficaz em até 80% dos bebês, um índice bastante significativo. Ele é usado geralmente até os 3 meses. Depois dessa fase, o bebê já percebe mais o ambiente, e os ruídos perdem um pouco a eficácia”, relata ela.
Os ruídos brancos são sons de frequência regular, mas imprevisíveis, que vão desde o som do útero até o barulho da chuva ou do secador de cabelo. Eles funcionam como “camufladores” do restante dos sons e, segundo a pediatra, são uma boa aposta para as famílias que acabaram de receber um novo integrante. “Assim que o bebê nasce, os pais costumam tentar manter o ambiente da casa o mais silencioso possível. Porém, a criança viveu nove meses dentro do útero da mãe, que não é tão silencioso assim”, diz a especialista.
“Além do barulho da respiração, dos batimentos cardíacos e dos movimentos do corpo, o pequeno está cercado de água (o líquido amniótico), e tudo isso gera uma combinação de sons que lembram os chamados ruídos brancos. Acostumado com esses barulhos, o bebê se sente calmo e seguro quando sai do útero da mãe e continua ouvindo o mesmo que ouviu durante toda a gestação“, completa Paula.

Reprodução: https://bebe.abril.com.br/desenvolvimento-infantil/e-verdade-que-o-som-do-utero-acalma-os-bebes/





Por isso eu trouxe para vocês esse vídeo com o som do útero para acalmar seu bebê.
Espero que gostem!!!

Bjinhos


Postar um comentário

0 Comentários