Quarentena de novo? Faça essas 3 coisas para não se sentir sozinho (a)

 Quarentena de novo? Faça essas 3 coisas para não se sentir sozinho (a)

           
Colunista: Vinícius de Morais Freitas


Infelizmente a pandemia ainda é uma realidade no Brasil e o mais triste é que estamos vivendo o pior momento dela. Mais toques de recolher, menos pessoas trabalhando, mais pessoas em casa. 







Já faz um ano desde a primeira quarentena que até nos acostumamos com o “novo normal”, não é? Acredito que não, o que aconteceu é que conseguimos nos adaptar, mas não nos acostumar, pois ainda existem pessoas que se sentem muito mal com todo este isolamento. Claro, tem aqueles que não se importaram e até gostaram. Mas, hoje, nosso foco é entender as pessoas que ainda sentem uma tremenda falta do calor humano de nosso dia-a-dia.

Estas são aquelas pessoas que justamente precisam de alguém por perto para funcionar, elas são mais emotivas e sentimentais. Para elas, ficar sozinhas durante a quarentena ou trabalhar em casa com um contato reduzido de pessoas, faz com que não funcionem da melhor forma possível, mesmo que conversando com alguém remotamente, isso não é o suficiente, pois não existe aquele calor humano e/ou contato físico (isso é muito importante para esse tipo de pessoa).

Você é assim ou conhece alguém assim? Então repare que são pessoas com o rosto mais redondinho, bem fofinho e que geralmente estão com um sorriso no rosto, que agora, durante a pandemia, sorriu menos. São assim mesmo, não é?






Se você é assim e quer voltar a sorrir - mesmo que ainda não podendo ter contato com outras pessoas - saiba que existem alternativas que nos permitem diminuir aquela sensação de abandono e vontade de comer algo toda hora. É isso aí, essa vontade excessiva de comer algo aumentou nestes dias, não é? Isso aconteceu justamente por ter se distanciado das pessoas que mais gostava de se encontrar. Então, depois de entendermos algumas das maiores dificuldades destas pessoas, neste período, vamos ao o que interessa! Conheça três alternativas para não se sentir sozinho (a).

Primeira: 

cuide dos seus sentimentos. Lembra que comentei que as pessoas com a maior dificuldade de ficar em casa na quarentena são as mais emotivas? Então, nada mais justo do que, neste período, prestar mais atenção nos seus sentimentos. Quem é assim tende a sentir demais todos os dias, seja felicidade, tristeza, ânimo ou desanimo. Não importa, estas pessoas sentem. O que acontece na quarentena é que, por falta de contato e acolhimento, elas vão se sentir abandonadas e sozinhas. Esse sentimento não é bom para quem é assim, o que precisa ser feito é não guardar para si o que sente, é necessário colocar para fora, para o mundo, para as pessoas, seja chorando, ligando e contanto pra alguém o que sente ou, em últimos casos, visitando alguém – que saiba que não têm sintomas de covid-19 – para falar sobre suas emoções.

Segunda: 

saboreie mais. Se você fizer as ações da primeira alternativa, tenho certeza que sua vontade exagerada de comer tudo o que vê pela frente vai diminuir. Por isso, você pode se permitir saborear mais as comidas que tanto gosta. Não digo comer em excesso e a todo momento. Mas sim, degustar enquanto come. Fazendo isso, suas alimentações serão mais prazerosas e não gulosas para preencher um vazio interno, já que o vazio foi preenchido com o acolhimento de suas emoções.

Terceira: 

abuse da sensibilidade. Quem é emotivo também é sensitivo, ou seja, gosta de receber carinho, abraços, ser tocada, enfim, o calor humano. Mas neste período isso não é permitido acontecer por todo lugar onde você passa, por questões lógicas de contágio do corona vírus. Então, uma forma de suprir esta necessidade é abusar da sua sensibilidade com um banho relaxante, massagens pelo corpo (pode pedir a alguém da família ou se estiver sozinho (a) em casa pode improvisar de alguma forma), preparar água quente e deixar os pés descansando enquanto assiste algo engraçado e comendo algo que gosta muito. 










Estas dicas aguçam sua sensibilidade e faz você se sentir relaxado (a). Faz sentido pra você estas três alternativas? Se sim, quer dizer que sua mente funciona exatamente da forma que o texto descreve, agora se não faz sentido, não se preocupe, pois, seu funcionamento pode ser completamente diferente do que foi escrito. Existe uma ferramenta muito assertiva que nos permite entender como nossa mente funciona e, com isso melhorar nossa qualidade de vida de nosso cotidiano, entenda mais sobre este assunto me seguindo no Instagram: @vinidemoraisfreitas.

          Canal Retratando a Mente








Postar um comentário

0 Comentários