11 dicas para estudar de casa da melhor maneira possível

 Estudar em casa está sendo um desafio para todos os estudantes. Mas nem tudo está perdido, hoje eu trago para você 11 dicas para estudar de casa da melhor maneira possível. Vamos lá?











11 dicas para estudar de casa da melhor maneira possível

Seja para quem tem aulas online todo dia num determinado horário, seja para quem está aproveitando a quarentena para fazer um curso online, ou até para quem quer ter mais disciplina para estudar os livros e temas do seu interesse, essas dicas podem ser muito valiosas para estudar em casa. Confira:

1 – Entenda o que funciona para você

As próximas dicas não têm uma ordem fixa, mas essa aqui precisa ser a primeira. É importante que você preste atenção em si mesmo e em como você se sente enquanto estuda em casa para entender o que funciona para você. Porque a disciplina de estudar em casa é algo pessoal, e cabe a cada um descobrir, além dessas orientações gerais, qual é a maneira mais adequada para criar sua disciplina de estudos.


2 – Crie um espaço

É importante que você tenha um espaço adequado no qual possa estudar. A definição do que é um espaço adequado varia entre cada pessoa, mas o ideal é um ambiente tranquilo e clean, com mesa, cadeira e espaço para anotações. 

Isso não significa que você precise seguir essa recomendação, mas não dá para você estar num lugar de estímulo excessivo, com muito barulho ou muita informação visual, pois isso distrai nossa atenção.


3 – Faça o seu momento de estudar em casa

Assim como o espaço para os estudos deve ser adequado, o tempo também precisa ser. Não adianta uma pessoa noturna se forçar a fazer um curso às 7h da manhã. Ela vai se iludir e o aprendizado não vai ser o mesmo, é gastar dinheiro à toa.

Nos casos em que as aulas têm um horário fixo e não é possível escolher, mesmo assim é necessário reservar um espaço na agenda. O ideal é você tentar esquecer das outras questões naquele momento. É claro que isso pode ser particularmente difícil para quem tem filhos, mas nesse caso, se possível, é melhor fazer as aulas em um ambiente separado das crianças.

Uma boa estratégia é criar um cronograma de estudos, sempre com algum foco. Por exemplo, determinar que eu vou estudar todo dia das 10h às 11h e depois fazer um turno da tarde. Outra coisa que pode ajudar é aproveitar o horário de estudos que você já tinha antes das aulas online. Por exemplo, adotar os próprios horários da escola.






4 – Afaste as outras telas

Se você vai assistir a uma aula online, vai precisar de um computador ou celular. E o ideal é que ele seja a única tela à qual você vai ter acesso naquele momento. O ideal é não estar perto da televisão, e o celular você deixar em modo avião ou desligado, se você tem essa possibilidade.

Nesse ponto, o importante é reduzir tanto quanto possível a presença de outras telas, porque elas podem acabar distraindo muito. É normal que a atenção nos estudos oscile, e o essencial é impedir que ela se quebre totalmente quando estiver mais baixa. Vai rolar uma hora que você vai dar uma viajada, só que nessa hora é que tem que tomar cuidado, porque hoje a gente tem muita opção, e se você der uma olhadinha nas redes sociais nesse intervalo, corre o risco de perder o embalo.

5 – Anote!

As anotações também são uma parte essencial dos estudos. Mesmo que o conteúdo da aula vá ficar disponível para consulta depois, anotar os pontos de maior interesse e as dúvidas que vão surgindo é uma maneira de ir se apropriando daqueles temas conforme você vai tendo contato com eles.

As anotações são também uma maneira de resumir e colocar nas próprias palavras os temas estudados. Isso facilita muito se você precisar voltar alguma parte dos estudos depois. Afinal, é mais fácil encontrar o que você está procurando em algumas páginas de suas próprias anotações do que em duas horas de vídeo.

6 – Faça uma lista de tarefas

Começar todo novo dia de estudos com uma lista de tarefas a cumprir. Anotar no início do dia tudo que precisa cumprir, e fazer pelo menos um pouco, evitando ao máximo procrastinar. Essa listagem ajuda a estabelecer um ritmo e manter o foco nos estudos.

Para alguns alunos, começar a estudar sem um fator externo (como a necessidade de sair de casa ou a presença do professor) é o maior desafio, e criar uma lista de tarefas ajuda nessa parte: é mais fácil começar quando há um trabalho definido a se concluir. 

7 – Cuidado com as metas

Ao mesmo tempo, é necessário tomar cuidado ao estabelecer metas de estudo. Se elas forem muito ambiciosas, isso pode piorar o desempenho. O período de quarentena que a gente está vivendo tem aumentado muito a ansiedade das pessoas, e se a gente se cobrar muito, é complicado. Afinal, estamos em casa, mas não estamos de férias, por isso é importante ter uma rotina de estudos que não seja maçante.

Nesse contexto, é importante gerenciar as próprias expectativas para evitar que essa ansiedade se torne ainda maior.








8 – De olho na postura

Ao passar muito tempo em frente ao computador, é normal que a nossa postura vá se relaxando. Isso, no entanto, pode acabar atrapalhando o seu rendimento. Não fique mais de uma hora sentado e procure movimentar-se durante os intervalos. Alongar o corpo ajuda bastante. 


9 – Prepare seu equipamento

Para assistir as aulas online, você precisa de uma conexão relativamente robusta com a internet. Isso é algo em que vale a pena pensar antes da aula começar — especialmente no caso de aulas que não ficam disponíveis para assistir depois. Nesses casos, uma falha de conexão pode levar o estudante a perder conteúdo.

Por isso, é importante criar as melhores condições possíveis de conectividade. Se puder, ligue seu computador ao roteador com um cabo de rede, para evitar as oscilações da internet sem fio. Se estiver no celular, procure um ponto em que o sinal do Wi-Fi não sofra muita interferência, e evite assistir aulas por redes móveis (3G/4G) para não acabar com seu pacote de dados.


10 – Considere um filtro de luz azul

Para quem estuda online à noite, a luz pode ser uma questão essencial. Isso porque as telas de celular e computador emitem luz azul. A luz azul é particularmente relevante: nosso ciclo do sono está ligado a ela: quando recebemos luz azul (do sol), ficamos acordados, e quando a luz azul se vai, nosso organismo vai se aconchegando para dormir. Ter uma tela de notebook ou smartphone jorrando luz azul na sua cara às dez e meia da noite, portanto, pode ser muito prejudicial para o seu sono.

Felizmente, há diversas maneiras de impedir que isso aconteça. Hoje em dia, tanto os iPhones quanto os celulares com Android têm filtros de luz azul que podem ser configurados para ativar em determinados horários (quando o sol se põe, por exemplo). Nos notebooks, também é possível fazer isso por meio das configurações do Windows ou do macOS. Se você costuma sentir os olhos ardendo ou coçando quando assiste às aulas online, essa dica pode fazer toda a diferença.

11 – Pense no futuro

É importante ter em mente o motivo dos seus estudos para se manter motivado. Quer você esteja concluindo o ensino superior, quer esteja aprendendo uma habilidade nova, lembrar sempre do motivo pelo qual você está estudando pode ajudar a manter a disciplina.

Então, especialmente para quem está com dificuldade em estudar em casa nesse momento, a dica é não desistir, porque isso vai passar. E você atrasar sua formatura ou perder o semestre por causa disso não é viável, vai ter consequências. Assim, quando a quarentena passar, ficará apenas a lembrança do semestre diferente — e os conteúdos estudados nesse período.


Assista esse conteúdo:








Postar um comentário

0 Comentários