O que fazer em Foz do Iguaçu

 

O que fazer em Foz do Iguaçu 

Quem me conhece bem sabe que já viajei para Foz do Iguaçu muitas vezes, e hoje trago um post pra ajudar quem nunca foi pra lá, conseguir se organizar para conhecer os lugares incríveis que esse destino oferece. 





Foz do Iguaçu é uma cidade que guarda uma das sete maravilhas da natureza do mundo moderno. E basta olhar para as cataratas para rapidamente compreender o motivo pelo qual elas foram escolhidas para integrar essa lista de relevância internacional.

É compreensível que as Cataratas do Iguaçu estejam entre as atrações que fazem com que pessoas do mundo inteiro despertem vontade de conhecer Foz do Iguaçu. Mas além dessa maravilha existem muitas outras coisas para fazer na cidade paranaense, tão interessantes e bonitas como as cataratas! Já imaginou ver aves coloridas e resgatadas bem de pertinho? Conhecer uma das usinas que mais produzem energia no mundo? Ou até mesmo pisar em 3 países ao mesmo tempo?

A essa altura você já deve ter percebido que Foz do Iguaçu vai muito além das expectativas, não é mesmo? É por isso que recomendo que você separe no mínimo três dias para conhecer os principais atrativos que esse destino surpreendente reserva para você.

Pronto para saber mais detalhes sobre o que fazer e ainda garantir um roteiro bem completinho? Então chegou ao lugar certo. 







Quando ir


Quer uma boa notícia? Foz é mais um daqueles destinos brasileiros que pode ser visitado o ano todo! A depender do período de visita, no entanto, sua visão das Cataratas poderá ser diferente.

verão nessa região do Brasil é marcado por meses mais chuvosos, fazendo com que o nível das águas aumente e as cataratas fiquem ainda mais cheias e impressionantes.

Já no inverno o cenário muda, pois as Cataratas não estão assim tão cheias. Por outro lado, esse é o período em que há menor procura pelo destino, o que pode resultar em valores mais acessíveis para hospedagem e passagem aérea.

Como chegar




Chegar em Foz do Iguaçu não é uma tarefa difícil. Isso porque a cidade possui aeroporto próprio localizado a menos de 30 minutos do centro, que a propósito, é o melhor lugar para se hospedar. Sendo assim, se você não mora na região essa é a melhor forma de chegar.

Saindo do aeroporto de Foz é possível encontrar as seguintes ofertas:

Transfer: um transfer compartilhado gira em torno de R$ 35 por pessoa. Mas já vou dar uma dica aqui: dependendo da quantidade de passeios que você fechar com as empresas, o transfer de ida/volta pode se tornar um brinde, ou seja, sair gratuitamente. Eu recomendo a empresa Destino Falls, eles tem pacotes personalizados por preços justos.

Ônibus: a linha 120 faz o trajeto do aeroporto ao centro de Foz. A passagem custa em torno de R$ 5 e representa uma boa opção para quem quer economizar.

Táxi: opção mais cara com corridas a partir de R$ 60.

Uber: as corridas de Uber dependem dos horários e demandas, mas é possível conseguir um carro pela média de R$ 30. É a opção mais econômica se estiver com mais pessoas.

Eu normalmente compro passagem e hotel pela Decolar, o que já dá o transfer In/Out incluso no valor.

O que fazer em Foz do Iguaçu

Antes de tudo é bom que você saiba que poderá comprar os ingressos para os atrativos a seguir pessoalmente, em seus respectivos sites ou em agências de turismo. Os valores são os mesmos independentemente da forma escolhida e, conforme já mencionei, há ainda possibilidade de ganhar alguns descontinhos e/ou transfer de ida e volta a depender do número de passeios contratados. 

Hora de falar sobre os principais passeios de Foz! Vamos lá?





1- Cataratas Brasileiras


As Cataratas brasileiras estão dentro do Parque Nacional do Iguaçu e certamente esse é o atrativo mais procurado de Foz. Para chegar até elas é preciso passar pela portaria principal e embarcar em um ônibus com várias opções de paradas. Você deve optar por descer nas cataratas, quando uma caminhada com vários mirantes e paradas para contemplação se inicia. A caminhada é de nível leve e o tempo de permanência é livre. Gastamos em torno de 2 horas para conhecer o atrativo, que custa R$ 60 por pessoa.

2- Cataratas Argentinas

Dividimos uma parte dessa maravilha da natureza com o país vizinho, a Argentina. Como são belezas diferentes, nosso conselho é aproveitar a viagem para visitar ambos os lados. Infelizmente quando estive lá em outubro de 2021 a fronteira tinha acabado de reabrir e havia muita burocracia para cruzá-la. Além disso, muitas empresas de turismo ainda não se sentiam confiantes em vender os ingressos para o lado argentino, devido a algumas más experiências observadas com os turistas nesse período.

3- Macuco Safari

Melhor do que ver as cataratas bem de pertinho é tomar um banho (literalmente) nelas, né? Se você concorda, então se prepare para viver uma emoção indescritível no Macuco Safari, um passeio de barco que te leva para debaixo das quedas. Apesar do valor ser um pouco salgado, vale muito a pena o investimento. O passeio tem duração de aproximadamente 30 minutos e custa R$ 280 por pessoa.


4- Parque das Aves


O Parque das Aves, localizado ligeiramente ao lado das Cataratas, consiste em uma instituição de resgate, cuidado e preservação de inúmeras espécies de aves da Mata Atlântica. Lá você vai ver tucanos, flamingos, araras de todas as cores e muitas outras espécies de aves em um viveiro gigantesco, onde elas ficam livres e são bem cuidadas. A visita ao parque com certeza é uma experiência encantadora e ao longo dela você poderá ter um contato muito próximo e intimista com diversas espécies de aves. O valor para conhecer o parque é de R$ 59 por pessoa.

5- Usina Itaipu Binacional

A Itaipu Binacional é a maior usina hidrelétrica do mundo quando falamos em capacidade de produção de energia. É possível encontrar diversas modalidades de passeios por lá, sendo eles: Panorâmico R$ 42, Refúgio Biológico R$ 30, Ecomuseu R$ 18, Iluminada R$ 45 e Especial (com visita interna) por R$ 128.





6- Marco Das Três Fronteiras

Já imaginou pisar em três países no mesmo dia? O Marco Das Três Fronteiras marca o encontro do Brasil, Paraguai e Argentina e torna essa experiência real.

E se você também é um entusiasta de pôr do sol já reserve o final de tarde para assisti-lo por lá. Vale ressaltar que o local funciona de terça a domingo das 15h00 às 21h00, exceto em feriados e vésperas que podem ampliar o funcionamento para segunda-feira. O ingresso custa R$ 38.


7- Templo Budista

Já começo com uma boa notícia: esse passeio é gratuito e muito lindo! O Templo Budista foi construído em 1996 pela comunidade chinesa e no jardim do local é possível encontrar várias estátuas, cada uma delas com uma história diferente. Prepare-se também para se impressionar com uma belíssima arquitetura e para ter uma vista sensacional de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este.

O templo funciona de segunda a sábado.


8- Que tal uma visita ao Paraguai?


Apesar de muitos brasileiros atravessarem a fronteira até Ciudad del Este no Paraguai com o objetivo de fazerem compras, atualmente já não é mais tão vantajoso comprar por lá, uma vez que os preços são em dólares e a moeda está muito alta. Entretanto, muitos estabelecimentos parcelam também compras em reais.

Os shoppings mais recomendados para quem deseja fazer compras são: Shopping Paris, Shopping China,                        Loja Nissei, CellShop, Monalisa e Shopping del Este.

É bom lembrar que Ciudad Del Este vai muito além de compras e por isso recomendamos passar um dia todo por lá. Na ocasião você pode conhecer os seguintes pontos: Catedral San Blas, Lago da Republica, Igreja San Lucas e a “representante das cataratas Paraguaianas”, o Salto Monday.


E qual a melhor forma para chegar nos atrativos em Foz do Iguaçu?


O transporte público de Foz funciona muito bem e tem linhas para os principais pontos turísticos. Eu vou até para o Paraguai de ônibus e acho muito tranquilo. Mas você também pode comprar os transfers de empresas de turismo, indico a Destino Falls.


Onde se hospedar em Foz do Iguaçu


Certamente o melhor lugar para se hospedar é no centro de Foz do Iguaçu, uma vez que assim você terá facilidade para se locomover para os passeios e restaurantes. Além disso, há uma grande gama de opções para todos os bolsos. Você também tem a alternativa de se hospedar nos hotéis da Avenida das Cataratas, que são muito bonitos, no entanto, de um padrão mais elevado (e consequentemente, mais caros).

Vou começar falando dos  hotéis em que me hospedei: o San Rafael Confort Class, Mirante Hotal, e Tarobá Hotel. Ambos ficam localizados no centro e as diárias custam a partir de R$ 150 por casal. Bom, não é mesmo? 

Onde comer

Tem muitos restaurantes bons em Foz, a Churrascaria Rafain é uma das mais famosas e procuradas, além do jantar, tem um show.
Para quem quer comer uma comida gostosa pagando pouco, pode almoçar no Muffato, na Av. JK. No Shopping Cataratas JL também tem várias opções para alimentação. Para quem gosta de rodízio de Pizzas recomendo a Mega Pizza.


Dicas importantes

  • Ao visitar as cataratas dê preferência para celulares e câmeras a prova d’água ou compre capinhas protetoras antes de ir para o destino;
  • No parque há armários para guardar os objetos que não podem ser molhados. Custa R$ 15;
  • Se não quiser se molhar ao visitar as cataratas leve capa de chuva. Uma dica importantíssima: no centro de Foz você encontra a capa por R$ 5, mas se deixar para comprar na hora vai pagar bem mais caro. Minha recomendação, no entanto, é se molhar mesmo para ter a experiência completa!
  • Em Cidade Del Este, no Paraguai, fique sempre ligado (a) aos seus pertences;
  • Se quiser se locomover de táxi no Paraguai, leve dólar ou pesos guarani paraguaio;
  • Sempre consulte o Uber e o 99 POP antes de pedir um carro. As vezes a diferença no valor de um app para outro é gritante;

Chegamos ao fim de mais um artigo do blog. E pensem em um artigo que está recheado de dicas boas para quem, assim como eu, também ama economizar? Espero que com ele vocês possam realizar o quanto antes o sonho de conhecer uma das sete maravilhas da natureza, localizada bem aqui no nosso Brasil!





Postar um comentário

0 Comentários